Vai pedalar? Veja Como Preparar sua bike.

Planejando encarar uma trilha ou passeio? Então é necessário verificar se sua bike está em ordem, para evitar o risco de atrapalhar a programação e diversão com os amigos. A seguir, citamos itens para você ter certeza de que seu equipamento está em condições de uso. Se possível, coloque a bike limpa em um cavalete ou pendure-a de alguma forma que possa trocar as marchas.

IMG_9350
1. Calibre os pneus Certifique-se da calibragem ideal para os pneus
(marcada na lateral do pneu, por exemplo: 35 psi a 65 psi). Para não perder tração e ter mais controle da bike em terrenos acidentados com raízes e pedras soltas, calibre os pneus com a calibragem mínima indicada pelo fabricante do pneu. Caso esteja usando fita anti-furo, certifique que as extremidades da fita estejam arredondadas. Com o tempo esta fita acaba ressecando e as pontas criam um pequeno atrito com a câmara, o que pode gerar um furo.
Clique Aqui – Confira Sugestão do Mecânico

IMG_9351
2. Verifique as pastilhas ou sapatas de freio Quando a manete do freio está baixa e você sente que está sem potência de frenagem, é sinal que as pastilhas já estão gastas. Se a pastilha estiver gasta como a da imagem, já está na hora de trocá-las. Caso esteja usando freios de sistema v-brake ou tipo ferradura, observe se as sapatas estão bem alinhadas e não estão em contato com o pneu.

IMG_9352
3. Limpe os discos de freio Com um pano limpo e álcool,
limpe toda superfície onde a pastilha fica em contato com o disco. Isto vai melhorar o desempenho do seu freio.

IMG_9353
4.Verifique o alinhamento das rodas Com a bike suspensa,
gire a roda e verifique se ela está desalinhada, caso positivo leve sua bike em uma oficina especializada para que um mecânico realize este serviço. Se estiver faltando algum raio porque quebrou ou caiu por falta de aperto, não use a bike até que seja instalado um novo raio e seja feita a centragem.

IMG_9354
5. Verifique a troca de marchas Ainda com a bike suspensa,
verifique a precisão da troca das marchas. Caso alguma marcha esteja passando com dificuldade, você tem o recurso dos limitadores dos câmbios para dar uma melhorada na passada das marchas. Caso você não saiba usar os limitadores, não insista na tentativa e deixe este serviço para um mecânico especializado.

IMG_9355
6. Verifique a calibragem da suspensão dianteira e o shock Normalmente,
há uma tabela de especificação que combina o seu peso em uma determinada calibragem (colada na lateral da suspensão ou amortecedor). Caso não tenha na suspensão, verifique no manual e siga as instruções do fabricante.

IMG_9356
7.Lubrifique a corrente Pingue algumas gotas de óleo na corrente e pedale algumas vezes. Não exagere na quantidade de óleo, pois a corrente não precisa estar encharcada. Outra boa dica é pedir para que seja medido o nível de desgaste da corrente (a sua oficina provavelmente terá uma específica para isto).
Clique Aqui – Confira Sugestão do Mecânico

IMG_9357
8. Confira os apertos dos parafusos
Verifique a mesa, manetes, canote, selim, câmbios, pedevela, pedais, trocadores, calipers e cabos de marchas; mas somente aperte se algum parafuso estiver solto. Caso esteja apertado, não aperte mais, pois estes itens possuem torque específico. Muitas destas peças contêm nelas mesmas a indicação de torque.
Clique Aqui – Confira Sugestão do Mecânico

IMG_9359
9. Kit de emergência
É de extrema importância levar sempre um kit de emergência, com reparos e ferramentas que deve conter canivete de equipamentos com chaves allem e extrator de corrente, espátula para a remoção do pneu, remendos e cola, uma câmara de reserva, CO2, ar comprimido ou uma bomba.

IMG_9360
10. Teste a bike antes do passeio Dê uma volta com sua bike antes de sair para um pedal mais longo, troque as marchas, teste os freios, fique atento a ruídos e estalos no movimento central e caixa de direção. Caso estranhe algum ruído ou estalo, leve a bike a uma oficina para o mecânico fazer a manutenção necessária.

ATENÇÃO:
Estas verificações não substituem revisões periódicas por um profissional com uso de ferramentas específicas como o torquímetro (ferramenta que dá aperto com precisão) e a substituição de peças desgastadas como cabos, conduítes e câmaras com um bom tempo de uso; que mesmo quando não foram furadas, ressecam. As suspensões e shocks necessitam de manutenções periódicas com trocas de óleo, retentores e orings; pois com o uso frequente acaba entrando água e terra, o que desgasta orings e peças internas da suspensão. É aconselhável revisar shocks e suspensões a cada 100 horas de uso, ou de acordo com a indicação do fabricante.
Para Agendar Manutenção Clique Aqui

APÓS A REVISÃO, É SO CURTIR SUA PEDALADA COM TRANQUILIDADE

Marcio C. Buzanello
Mecânico – Assistência Técnica Espaço do Ciclista – ATEC
Técnico Shimano Service Center

Pequeno ciclista, o grande desafio!

Cada caminho está mais fácil para seguir quando temos um mapa para nos guiar. Trabalhando com pais que estão pensando em acrescentar bicicleta como atividade dos seus filhos sempre surge várias dúvidas, pois no final de tudo estamos tratando do nosso bem mais valioso e futuro dele. Lembra esta sensação de liberdade e vento no rosto quando primeira vez andou de bicicleta? Se sim, é provável a primeira forma de liberdade e autonomia na sua vida. Se não lembra, não te preocupe, pois, se você trilhar caminho certo seu filho também pode não lembrar momento exato, mas esta sensação de marcar trilha dele deste momento e adiante.

Na base da experiência profissional e experiencia como pai preparei uma guia com indicação dos passos para introduzir seu filho para mundo da bicicleta em forma prática, suave, prazerosa e principalmente segura:

Passo 1 – Vento no rosto e construção da parceria – Cadeirinha dianteira (1-4anos)
Primeiro passo para trazer a bike para seu filho é usar cadeirinha na sua bike. Nesta forma você cria um parceiro eterno e desperta vontade de fazer mesmo no futuro. Meu filho, ate hoje está se lembrando das escapadas Pai e filho, pedindo: ¨pai posso ir na sua bicicleta um pouco?
Dicas:
• Use bicicleta projetada para uso da cadeirinha
• Use cadeirinha das marcas especializadas e com atestes
• Capacete, use capacete nesta forma você dá exemplo e aumenta segurança do seu pequeno (vários pais reclamam que filhos não querem usar capacete, quando pergunto se eles usam, acontece um silencio. Lembre se!!! Você é maior herói do seus filhos e maior exemplo para seguir)

Autonomia clique agui!

Passo 2 – Autonomia – Balance bike (2-5anos)
Você caminha, você corre, você anda de bike e seu filho(a) está sempre junto!
Não tem o que escrever para explicar a importância da balance bike (bicicleta aro 12 sem pedal com centro de gravidade baixio). Introduz balance bike como brinquedo entre 1,5 a 2anos e vai perceber que esta bicicletinha sem pedal tornou-se uma ferramenta poderosa em desenvolvimento psicomotora do seu filho(a)
Dicas:
• Use balance bike projetada para esta função, não adianta retirar pedal da bicicleta aro 12 pois centro de gravidade permanece alto.
• Não trata este passo como quebra galho, é o passo mais crucial para desenvolvimento de equilibro e psicomotora do seu Filho(a)

Balance bike Confira aqui!

3. Passo – Superar desafio, Bicicleta Aro 16 a primeira bicicleta (4-6)
Após de inspiração e sensação de vento no rosto da cadeirinha, autonomia e aprendizado que balance bike oferece, chegou a hora do primeiro desafio. Subir em cima da uma bicicleta e largar pedalando não é fácil, mas tendo vontade e base boa de equilíbrio e motora fica mais prazerosa para ambos Pai/Mae e filhos. Neste passo Seu parceiro(a) aumenta sua autonomia e você ganha tão desejado parceiro de pedalada. Importante deixar seu pequeno piloto seguro caso ele prefere usar rodinhas na primeira pedalada, deixe ele se acostumar com bike nova e em breve convence a tirar rodinhas laterais. Use esta fase para desenvolver consciência no transito pois cada vez mais seu filho(a) vai aumentando sua autonomia.
Dica:
• Introduzir equipamento de qualidade e seguro. Fatores para prestar atenção:
Ergonomia e tamanho
Rodagem das rodas (indicação da bicicleta com cubos e rodas de aluminam já mais de plástico)
qualidade e resistência das peças

Para Superar desafio clique aqui!

Segue estes passos e garantido que seu filho(a) vai ter lembranças positivas em relação a bicicleta. Pois no final das contas importante brincar com segurança e o resto é o resto!
Se gostou desta guia curte e compartilhe com seus amigos e vamos botar gurizada pedalar no jeito certo